quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Projeto Sampler 2017 - Bloco 36

Conseguimos!!!

Hoje é dia de postar nossa última aulinha - cumprimos a meta de confeccionar 36 blocos de patchwork e com isso aprender muitas técnicas e macetes. Sim, eu sei - tem gente que está acompanhando as lições mas ainda não costurou os blocos todos. Eu mesma tenho uns sete ou oito blocos pendentes. E justo por isso eu planejei encerrar o projeto em outubro - para que todas nós tenhamos um "respiro" e a chance de finalizar os blocos com calma até o final do ano.

Aliás, não estamos exatamente encerrando o projeto: estamos encerrando as aulinhas de blocos. Até o fim do ano ainda teremos lições regulares com exemplos e segredinhos de montagem. Continue acompanhando!

E este é nosso esperado bloco nº 36:


Este design é montado por quadrantes (e não por linhas, como é mais comum); a partir de um bipartido, vamos colocar bordas de um lado só, quebrar os cantos, colocar bordas de novo, e quebrar os cantos uma segunda vez. Parece confuso? Não é, na verdade: é bem simples. Cada quadrante mede quatro polegadas (para que o bloco termine medindo 8, certo?).

Escolha dois esquemas de cores; neste nosso exemplo, usamos verdinho água/azul em dois dos quadrantes; e branco/verde escuro nos outros dois.

A lista de corte fica assim:

Bipartidos: medem duas polegadas. Corte tudo com 2 7/8", sendo um quadrado de cada cor escolhida; monte os bipartidos como você já aprendeu, prestando atenção às cores que você quer em cada quadrante.
Bordas: as bordinhas que contornam os bipartidos medem uma polegada; corte uma tira com 1 1/2" de largura de cada cor escolhida como fundo (as duas cores mais clarinhas - em nosso exemplo, verde água e branco), e de cada uma dessas tiras corte os seguintes pedaços:
  •      dois retângulos de 2 1/2"
  •      quatro retângulos de 3 1/2
  •      dois retângulos de 4 1/2

Para quebrar os cantos: Todos os cantos medem duas polegadas; corte quadradinhos de 2 1/2", sendo quatro unidades de cada cor principal escolhida - as duas cores mais escuras (em nosso exemplo, azul escuro e verde escuro).

Vamos à montagem; primeiro, vamos cuidar da primeira volta de bordas:

Proceda do mesmo jeitinho com a segunda volta de bordas:


Os quadrantes estão prontos! Agora é só juntar tudo, mas aqui vão umas dicas para tornar o processo mais tranquilo:
  •      Ao acrescentar as bordinhas nos passos acima, passe todas as margens para longe dos bipartidos - sempre na direção de cada retângulo recém costurado. 
  •      Ao quebrar os cantos após a primeira volta de bordas, passe as margens na direção dos triângulos.
  •      Ao quebrar os cantos da segunda volta de bordas, passe as margens na direção do triângulo nas duas peças de um esquema de cor; faça o contrário ao quebrar os cantos das peças do outro esquema de cor: passe as margens para dentro. Esse cuidado é importante porque esses cantos quebrados formarão interseções - que precisam ser invertidas! - na montagem final.
A etapa final da montagem é bem simples:


Você agora é a feliz possuidora de 36 blocos em patchwork! E com eles vamos montar um projeto arrasador.

Mas, por hoje, vamos ver exemplos de utilização do bloco da semana. Quando juntamos vários deles linearmente, o efeito secundário é bem interessante:


Ou então, já que o Natal está chegando, que tal um caminho de mesa? 


No design acima, os blocos foram posicionados diagonalmente; e, nos triângulos de encaixe, foram utilizados quadrantes extras do bloco.

Não conseguiu enxergar? Não sabe o que é triângulo de encaixe? Nunca ouviu falar em montagem diagonal x montagem linear? Acompanhe nossas próximas lições: vamos falar de tudo isso e ver muitas possibilidades para aproveitar nossos blocos.

Abraço e até semana que vem!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Projeto Sampler 2017 - BLOCO 35

Olá!

Peço desculpas mais uma vez por atrasar a postagem. Sinceramente, não sei o que está acontecendo; mas, analisando bem, só consigo chegar a uma conclusão: segundo semestre! É sempre assim: quanto mais perto do fim do ano, mais rápido parece que o tempo passa. E aí as responsabilidades vão se acumulando, e quando a gente vê... é Natal!

Enfim, estou aqui, mesmo com um pouquinho de atraso, e este será nosso bloco nº 35:


Vamos reforçar um pouco um conceito que vimos na lição do bloco 33, duas semanas atrás: a noção de que há sempre mais de um jeito de confeccionar um bloco. Reparem na ilustração: à esquerda, o design foi totalmente montado com bipartidos, mas apresenta muitas costuras; à direita, o mesmo design é obtido com sub-unidades diferentes e bem menos costuras. Para que isso seja possível, vamos aprender hoje a costurar uma pecinha bem fora do comum:


Quatro peças como esta - medindo 4 polegadas - formam nosso bloco. O diferente nesta sub-unidade é que vamos precisar usar HSs de uma forma mais elaborada: quando fazemos bipartidos, riscamos os quadradinhos, costuramos no risco e depois cortamos; é uma forma de evitar lidar com as extremidades em viés. No caso acima, vamos realmente ter de trabalhar com triângulos e suas beiradas instáveis. Mas fique tranquila: mão leve, delicadeza e capricho resolvem o problema.

Nossa lista de corte vai ficar assim:

Peça A: É um bipartido de duas polegadas. Corte quadradinhos de 2 7/8" - 2x em tecido azul e 2x em tecido coringa; monte os quatro bipartidos e reserve.

Peça B: É um triângulo HS, e você vai precisar de oito deles (para os quatro quadrantes); corte com 2 7/8", 4x, em tecido coringa; você vai precisar cortar esses quadradinhos uma vez na diagonal para obter os triângulos, mas faça isso apenas no momento em que for costurá-los.

Peça C: É um triângulo HS medindo quatro polegadas, e você vai precisar de 4 deles; corte portanto dois quadrados, em tecido azul, medindo 4 7/8". Você vai precisar cortar esses quadrados uma vez na diagonal para obter os triângulos, mas faça isso apenas no momento em que for costurá-los. 

Peça D: É um cantinho quebrado que mede duas polegadas. Corte, portanto, quadradinhos de 2 1/2", em tecido coringa, 4x. 

Vamos à montagem: siga o esquema, prestando atenção à posição das peças:


O próximo passo é quebrar os cantos dos triângulos maiores utilizando os quadradinhos brancos. Você já aprendeu como fazer isso nas lições anteriores. Passe as margens de costura do mesmo jeito que passou as margens na etapa anterior: em duas das das peças, passe na direção do novo triângulo branquinho; nas outras duas, passe na direção oposta.

Feito isso, as 4 partes estão prontas. Junte tudo, reparando nas setas vermelhas na ilustração abaixo - que mostram como as margens de costura devem estar invertidas:


Só falta um, gente! Maravilha, né? Na quarta que vem estarei de volta com o bloco 36. Mas não esqueça: haverá mais aulinhas em seguida com diversas sugestões de montagem. Continue com a gente, e não deixe de enviar fotos dos blocos que já costurou.

Bom feriadão e até semana que vem!

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Projeto Sampler 2017 - BLOCO 34

Bom dia!

Hoje é nossa antipenúltima aula, pessoal!!!

Dá para acreditar?

Já estou lamentando o fim do projeto, mas não esqueçam: depois de postado o bloco nº 36, ainda teremos algumas lições específicas sobre a montagem da peça. Vamos ver e aprender sobre diversas possibilidades.

Para hoje - já que estamos quase encerrando - escolhi um bloco fácil, mas de montagem um pouco elaborada. Parece contraditório, não é? Quando digo que o bloco é fácil, refiro-me ao tipo de sub-unidade que empregaremos; a união das sub-unidades, no entanto, será um pouquinho mais complexa. Mas o bloco é lindo e vai valer a pena - pelo resultado, e pelo aprendizado envolvido:


Você consegue identificar as sub-unidades? E seus tamanhos? Repare que o bloco está montado em uma grade de 8 x 8 quadradinhos, onde cada quadradinho mede apenas 1 polegada. Nossas sub-unidades, portanto, serão bem pequenas.

Centro: temos um quadrado com os cantos quebrados. Ele mede 2 polegadas. Corte:
  •      Quadrado principal com 2 1/2, em tecido coringa, uma vez.
  •      Para quebrar os cantos: corte quadradinhos de 1 1/2", quatro vezes, em tecido azul escuro.

As pontas do design são formadas por gansinhos e bipartidos.

Bipartidos: medem uma polegadinha. Corte quadrados de 1 7/8, sendo:
  •      quatro quadradinhos em tecido azul escuro.
  •      quatro quadradinhos em tecido coringa.
     Monte os 8 bipartidos como você já aprendeu nas lições anteriores.

Gansinhos: são 12 no total, mas você vai utilizar três combinações de cores diferentes. Siga o esquema abaixo:


Monte os gansinhos como você já aprendeu. 

Por fim, corte as peças complementares: 

     quadradinhos de 1 1/2", 8x, em tecido coringa;
     quadradinhos de 2 1/2", 4x, também em coringa.

Para montar o bloco, o raciocínio é como na maioria das vezes: trabalhe por linhas. Siga o esquema:


Em seguida, monte as cinco linhas como explicado abaixo. Atenção: as setas vermelhas mostram para que lado devem ser passadas as margens de costura:


Por fim, junte as linhas:
Pronto!

Como a postagem de hoje foi publicada com um dia de atraso, e o bloco já é bem avançadinho, não vou sugerir um projeto para utilizá-lo. Com certeza voltaremos a ele no futuro.

Também estou atrasada com a confeccção dos meus blocos, mas pretendo costurar todos eles no feriadão da semana que vem.

Temos apenas mais dois blocos pela frente, mas não se preocupe se você só descobriu o projeto agora: os 36 blocos vão ficar no ar indefinadamente, então você pode começar agora se desejar.

Abraços e até semana que vem!

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Projeto Sampler 2017 - Bloco 33

Bom dia!

Reta final do projeto! Já estou até com pena... mas com certeza teremos mais projetos bacanas - este foi apenas o primeiro.

Como faltam apenas 4 blocos para terminar, hoje eu gostaria de chamar a atenção para um detalhe importante: como agora já conhecemos e sabemos costurar diversos tipo de sub-unidades, é interessante ter em mente que há mais de uma forma de confeccionar blocos, sempre! Escolhi o bloco de hoje de propósito para ilustrar isso:


Este bloco poderia ser facilmente montado utilizando apenas bipartidos - todos cortados com 2 7/8"; no entanto, ele ficaria com muitas costuras (como mostrado na ilustração acima à direita). Já na ilustração da esquerda, temos o mesmo design, mas um bloco muito mais enxuto e bem acabado - e até mais fácil de montar, porque haverá menos interseções para encaixar. Vamos montar este bloco deste segundo jeito, então. 

Vamos a lista de corte:

Centro do bloco: é um quadrado com cantos quebrados; a peça mede quatro polegadas, então corte:
  •      quadrado principal: corte com 4 1/2" uma vez, em tecido coringa.
  •      para quebrar os cantos: corte 4 quadradinhos medindo 2 1/2", sendo dois tons de azul e dois tons de verde. 

     Monte a peça central quebrando os cantos como você já aprendeu nas lições anteriores. MAS ATENÇÃO: A SEQUÊNCIA DE CORES QUE VOCÊ UTILIZAR DEVE SER SEGUIDA TAMBÉM NA HORA DE QUEBRAR OS CANTOS DOS RETÂNGULOS - NOSSO PRÓXIMO PASSO. 

Pontas da estrela: são gansinhos. Mas.... nós não vamos montar como gansinhos. Você já aprendeu que a técnica rende sempre quatro peças, e aqui vamos precisar de apenas uma peça de cada combinação de cor. Vamos portanto, utilizar mais uma vez a técnica canto quebrado. Corte:
  •      retângulos medindo 4 1/2" x 2 1/2", quatro vezes, em tecido coringa.
  •      para quebrar os cantos, corte quadradinhos medindo 2 1/2, duas vezes de cada cor (dois tons de azul e dois tons de verde).

     Monte as peças prestando muita atenção ao esquema de cores - QUE ESTARÁ SUBORDINADO À ORDEM DE CORES QUE VOCÊ UTILIZOU AO MONTAR A PEÇA CENTRAL:


Quadradinhos dos cantos: corte com 2 1/2" quatro vezes, em tecido coringa.

A montagem do bloco, como na maioria dos casos, é feita por linhas; as setas indicam para que lado você deve passar as margens de costura:


Agora é só juntar as linhas, e o bloco estará pronto!

Gosto muito da idéia de um projeto scrappy monocromático utilizando blocos negativos - fundo escuro, design claro. Seria ótimo para "queimar" sobrinhas de tons variados de uma mesma cor. Deste jeito:


No caso do design acima, seria ainda mais fácil montar o bloco: a monocromia permite que você utilize gansinhos no lugar dos cantos quebrados, e a montegem do centro exigiria bem menos cautela. 

Não deixe de praticar esse "olhar" aberto a diferentes possibilidades de montagem para um mesmo bloco.

Abraço e até semana que vem!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Projeto Sampler 2017 - Bloco 32

Bom dia!

Olha a reta final aí, gente...! Um mês para o fim do projeto!

Conforme prometido na semana passada, hoje vamos aprender a costurar o bloco com a flor exótica mostrado como exemplo na lição 30. Ele cai como uma luva para a lição de hoje porque utiliza a sub-unidade tripartido - que não utilizamos há um bom tempo. Já estava mesmo na hora de revisá-la.


Este bloco é bastante atípico: repare que ele não se ajusta à quadriculada; ele medo oito polegadas como todos os nossos bloquinhos, mas eu desenhei a flor com cinco polegadas e o cabinho com três - de forma a obter proporções equilibradas. Isso foi possível porque o cabinho da flor na verdade é uma sub-unidade bastante flexível e pode ser costurada em qualquer tamanho.

Você já deve ter percebido que a flor é formada por 4 peças: um quadradinho, um bipartido e dois tripartidos. Moleza, né? Ela mede 5 polegadas, então cada sub-unidade será confeccionada com 2 1/2".

Vamos à lista: 

Para o bipartido, corte quadradinhos de 3 3/8" (2 1/2 + o acréscimo de 7/8); sim, essa medida é nova - nunca a utilizamos neste projeto. Ela corresponde a quase 3 1/2 - apenas um oitavinho antes. Corte uma vez em tecido médio e uma vez em tecido escuro (recomendo escolher dois tons razoavelmente próximos da mesma cor). Monte os bipartidos como você já aprendeu (você terá na verdade dois bipartidos; guarde um para outro projeto ou faça duas flores, uai!).

Para os tripartidos, corte:
  •      HS: é o triângulo maior; você vai usar dois deles para os dois tripartidos, então corte um quadradinho de 3 3/8, na cor média; corte uma vez na diagonal e reserve; 
  •      QS: corte com 3 3/4" (2 1/2 + o acréscimo de 1 1/4") uma vez em tecido escuro e uma vez em tecido coringa. você vai cortar esses quadrados na diagonal duas vezes (como um "X"); e obterá portanto 4 triangulinhos de cada cor; mas vai utilizar apenas dois de cada, certo? Monte os tripartidos como você já aprendeu.

Importante: A explicação sobre HS x QS e quais os acréscimos necessários para cortar o tripartido você encontra na lição básica nº 7;  e aqui na aulinha do bloco nº 6 de nosso projeto você encontra o passo-a-passo para montar a sub-unidade. Na dúvida, volte atrás um pouquinho e releia. 

O quadradinho complementar da flor mede 2 1/2"; corte com 3 polegadas, uma vez, em tecido coringa. Siga o esquema de montagem. As setas mostram como passar as margens de costura. Atenção à posição das peças:

Focando no cabinho, agora:
  •      Ele mede três polegadas; corte o quadrado principal com 3 1/2", uma vez, no tecido verde.
  •      Para quebrar os cantos, corte dois quadradinhos com 3", em tecido coringa. Costure o cabinho como você aprendeu nas duas últimas lições (do bloco libélula e do bloco folha)
Finalmente, corte os dois retângulos complementares: eles medem 5 x 3, então corte com 5 1/2" x 3 1/2", duas vezes, em tecido coringa. Siga o esquema para finalizar o bloco:

E a última costurinha:


Pronto!

Este centro de mesa é um exemplo de projeto que podemos confeccionar utilizando o bloco folha - da semana passada - e o bloco de hoje. Repare no design mostrado abaixo com e sem as linhas de contorno:



Ao centro, foram utilizados quatro blocos flor; e nas bordas eu incluí oito blocos folha confeccionados com a metade do tamanho das flores. 

Só agora percebi que não utilizei azuis nos designs da aula de hoje - como fiz em todas as lições anteriores. Instintivamente usei o vermelho, hoje. Talvez seja influência do Natal se aproximando: três meses apenas! O que vocês estão planejando costurar para as festas de fim de ano?

Boa semana e até quarta!

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Projeto Sampler 2017 - Bloco 31

Boa tarde!

Fiquei triste esta semana por não conseguir postar o bloco da vez em dia; mas, como expliquei lá na página do ateliê no facebook, foi por motivo de saúde: Tomei a vacina contra a febre amarela na segunda-feira, e ela me derrubou um pouco; mas desde ontem comecei a voltar ao normal.

Na semana passada eu postei o bloco libélula, e mostrei outros exemplo de utilização do canto quebrado maiorzinho; parece que algumas pessoas ficaram vidradas nos exemplos que mostrei - a flor e a folha; e eu recebi diversas mensagens pedindo para eu postar a receita daqueles blocos. Por que não? Eu tinha outros blocos planejados para este finalzinho do projeto - faltam apenas 6! -, mas fiquei contente com os pedidos e vou atendê-los.

Vamos começar pela folha?


Nem tem graça, né? Muito fácil, e quem vem acompanhando todas as lições do projeto mal vai precisar olhar as instruções.
A lista de corte fica assim:

- quadradinhos: medem 2 polegadas; corte com 2 1/2" - sendo 1x em verde e 1x em branco;
- retângulos: medem 2 x 4; corte com 2 1/2" x 4 1/2", 2x, em tecido coringa; e 1x em tecido verde;
- bipartidos: medem 2 polegadas; corte com 2 7/8", 2x no tecido verde e 2x no coringa; monte os bipartidos como você já aprendeu nas lições anteriores.
- cabinho: mede 4 polegadas. Corte um quadrado verde medindo 4 1/2"; para quebrar os cantos, corte dois quradrados medindo 4 polegadas, em tecido coringa. Monte o cabinho como mostrado na lição anterior.

Agora é só seguir os esquemas de montagem. Na primeira parte, repare nas setas vermelhas, que mostram como você deve passar as margens de costura; nas outras partes a direção da margens não é importante. Atenção também à posição dos bipartidos. Esta é a montagem da primeira metade da folha:


Segunda metade:

E agora juntando tudo:

Prontinho!

Hoje, excepcionalmente, não vou sugerir um projeto para utilizar este bloco: estou planejando algo que utilize a folha e também a flor, que postarei na semana que vem. Surpresa!

Bom fim de semana e até quarta que vem!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Projeto Sampler 2017 - Bloco 30!

Bom dia!

Vamos lá - hoje é dia de bloco novo, e vejam que número redondinho: 30! Parece que foi ontem, mas estamos chegando na reta final. Daqui a seis semanas teremos nossos 36 blocos.

Hoje vamos costurar uma libélula e relembrar as técnicas bipartido e canto quebrado - esta última empregada para um efeito diferente e bem útil.

Vejam que lindinha:


Com seu olhar treinado, você deve ter percebido que as asas são formadas por bipartidos; a unidade que forma a cabeça contém quadradinhos e um retângulo; e o corpo.... diferente, né? São quadrados azuis com os cantos quebrados em branco - mas são cantos quebrados bem grandes, apenas ligeiramente menores do que o quadrado azul: uma proporção bem diferente do que fizemos até agora, e aí só uma "tirinha" azul fica vizível, formando o corpinho. Essa técnica também é muito útil para formar caules de flores e folhas. 

Vamos à lista de corte:

Asas:

Cada sub-unidade mede duas polegadas; corte tudo com 2 7/8, sendo:
  •      Duas vezes em tecido verde médio;
  •      Três vezes em tecido verde claro;
  •      três vezes em tecido coringa.

Monte os bipartidos como você já aprendeu. Repare nas combinações de cores que você vai precisar:

Cabeça:

A sub-unidade mede suas polegadas; então os quadradinhos medem 1 polegada, e o retângulo mede 1 x 2. Corte:
  •      Um quadradinho de 1 1/2" na cor azul escuro;
  •      Um quadradinho de 1 1/2" em coringa;
  •      Um retângulo de 1 1/2" x 2 1/2" em coringa.

Você já sabe como montar: costure juntos os dois quadradinhos; passe as margens para um lado só; acrescente o retângulo. Tranqüilo!

Corpo:

As sub-unidades medem duas polegadas; corte:
  •      Dois quadradinhos de 2 1/2 na cor azul escuro;
  •      Quatro quadradinhos de 2", em tecido coringa, para quebrar os cantos.
Siga o esquema para montar essas peças:


Viu só? Sem segredos!

Peças complementares: Corte em tecido coringa:
  •      Três quadradinhos de 2 1/2";
  •      Um retângulo de 2 1/2" x 4 1/2".


E a montagem é muito simples - basta racionar por "linhas". As setas vermelhas são para lembrar que as margens de costura devem ser passadas invertidas de linha para linha - para facilitar sua vida na próxima etapa. PRESTE MUITA ATENÇÃO À POSIÇÃO DAS CORES E DIAGONAIS DOS BIPARTIDOS:

E por fim, una as quatro "linhas", formando o bloco. Pronto!

Eu disse que essa técnica usada no corpinho da libélula também é útil para criar hastes de folhas e flores; aqui vão exemplos:


E por falar em exemplo, aqui vai uma sugestão de projeto com o bloco libélula:



Parece complexo; mas vejo só o design com as linhas de contorno:



Na verdade o que temos aqui é:

     - oito blocos com a libélula; nos blocos usados nos cantos eu acrescentei bordas em toda a volta; nos blocos usados no centro eu acrescentei bordas apenas em dois dos lados - isso criou o efeito de vôo aleatório no medalhão central, dando movimento às libélulas;

     - oito blocos "espiral" que você já aprendeu a fazer - ele foi o bloco nº 14 de nosso projeto.

Só isso!

Esta foi a nossa sessão-colírio de hoje. Porque a vida é feita de inspiração!

Até semana que vem!